terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Os melhores álbuns de 2014

Esse ano acho que a música nunca foi tão minha amiga. Por isso eu ouvi TANTA coisa e que me ajudou em tantos momentos que achei digno listar aqui para que meus fiéis (1) leitores vejam e que Deus o livre (como diz meu professor de literatura portuguesa) ouçam. Enjoy it!

Melhores álbuns do ano:


  1. Tove Lo – Queen of the Clouds (por ter um conceito TÃO lindo e por ter me suportado nas mais diversas horas. Já é dona do meu coração! Melhor álbum de 2014 DISPARADO, nada se compara a essa obra prima dos céus! A cada interlúdio com aquelas frases de efeito, a cada mudança de fase do álbum, a cada batida, a cada nota meus batimentos cardíacos aceleram. Não tem mais o que dizer, é a musa de 2014. Já tá no ladinho da Ellie nos meus prediletos. - Destaco: Habits (Stay High), Timebomb, Not on Drugs)
  2. Sia – 1000 Forms of Fear (por ter nos concedido um álbum inteiros de hinos e que nos tocam de alguma forma. E por ter me feito querer uma peruca loira. - Destaco: Chandelier, Fire Meet Gasoline, Free The Animal.)
  3. Sam Smith – In The Lonely Hour (por ter letras TÃO intensas e fantásticas que me lembraram enormemente o 21 da Adele. MARAVILHOSO. - Destaco: Latch, Restart, I'm Not The Only One.)
  4. Taylor Swift – 1989 (por ter humilhado as inimigas que tanto falaram mal dela. Amo a Taylor desde que ela era jeca e agora o amor tá ainda maior porque nunca vou superar "Out of the Woods". A melhor coisa que me aconteceu nesse fim de ano, acho. - Destaco: Out of the Woods, I Know Places, Blank Space)
  5. Ariana Grande – My Everything (por ser rainha, destruição, musa dos agudos. Love me Harder fez parte de um momento muito especial na minha vida em 2014 que eu entro em detalhes na minha retrospectiva. Arianinha só falta mudar o cabelo pro amor reinar. - Destaco: Love me Harder, My Everything, Just a Little Bit of Your Heart, Bang Bang.)
  6. Lykke Li – I Never Learn (por ter me tocado a alma com cada alma desse cd que finaliza a trilogia que começou com o Youth Novels. Amo/sou COMPLETAMENTE esse cd. - Destaco: No Rest for The Wicked, Gunshot, Sleeping Alone)
  7. Jessie J – Sweet Talker (por mostrar um amadurecimento espetacular da Jessie J do anterior pra cá. Esse CD em especial me fez pensar sobre muitas coisas e se tem uma coisa que eu admiro na música é esse poder de persuasão incontestável que certas produções comportam. É o caso de Sweet Talker. - Destaco: Loud, Masterpiece, Said Too Much)
  8. Nick Jonas – Nick Jonas (por ter me mostrado que quebrar a cara de vez em quando faz bem. Eu confesso que só ouvi o disco por causa do boom em torno de alguns atributos que o rapaz andou demonstrando em 2014 mas no final das contas achei MUITO bom. Composições muito boas e uma melodia que fica na cabeça o tempo todo. - Destaco: Jealous, Chains, I Want You, Avalanche)
  9. Young The Giant – Mind Over Matter (por ter sido um dos meus suportes para a saudade enquanto estive na Espanha. Que CD incrível. Não é à toa que é uma das minhas bandas favoritas. - Destaco: Crystallized, Mind Over Matter, Camera.)
  10. Nicki Minaj – The Pinkprint (por ter sido a surpresa do ano! Até agora eu não consigo acreditar que a Nicki tenha nos dado a graça desse álbum no finalzinho de 2014. Estou abismado porque com um single de abertura de trabalhos como 'Anaconda', juro que esperava bem menos. Quebrei a cara mais uma vez, positivamente. - Destaco: The Crying Game, Get on Your Knees, Grand Piano)
  11. Lea Michele – Louder (sem comentários para a Lea porque apesar das críticas, tudo nesse CD me impactou com uma força enorme. Rainha é rainha e ponto final.)
  12. Mø – No Mythologies to Follow (descobri sem querer por conta de um amigo e ADOREI.)
  13. Jessie Ware – Tough Love (Tough Love não sai mais da minha cabeça. E a Jessie empresta os vocais para The Crying Game da Nicki, então mil corações pra essa linda!)
  14. Foxes – Glorious (esse aqui é digno de um pedestal. Holding Onto Heaven é meio que PERFEITA. A Foxes é maravilhosa e não é só por causa daquela outra farofa maravilhosa, Clarity - do feat. com o Zedd)
  15. Cher Lloyd – Sorry, I’m late (outra surpresa! Gostei MUITO de Sirens, ouvi por acaso no rádio - SIM, EU OUÇO RÁDIO ANTES DE DORMIR OK - e o amor ficou. Amo.)
  16. Lana del Rey – Ultraviolence (Essa entrou pelas cotas de arrependimento. Eu criticava MUITO a Lana, mas no fundo sempre amei - cof. cof. - essa rainha. Que delícia Brooklyn Baby e Shades of Cool.)
  17. Ed Sheeran – X (Leia-se "multiply". Esse entrou pelas cotas de amor por ruivos. Mentira, que é porque a voz do Ed me reconforta MUITO, vocês não tem noção. É só eu colocar Thinking Out Loud pra tocar que meu coração fica mais leve. Sou apaixonado por esse cara. Ele é demais.)
  18. Maroon 5 – V (Todo mundo achou mais do mesmo mas eu achei melhor do que Overexposed. Fora que: Feelings >>>>>>>>>>>>>)
  19. Tony Bennett & Lady Gaga – Cheek to Cheek (o baque do ano. JURO. Eu amo a Gaga, não é mistério pra ninguém, mas achei que seria DEVERAS arriscada essa saída dela à francesa - rs - pro Jazz. Ledo engano. Arriscou tão bem que foi indicada ao Grammy. EXCELENTE trabalho dessa dupla. Tony casou perfeitamente com a Gaga nesse álbum que me fez perceber que eu gosto de verdade de Jazz, ainda mais com Anything Goes que eu já amava de outros carnavais. Merece muito o sucesso que fez!)
  20. One Direction – Four (SHUT THE FUCK UP QUEM ME CRITICAR, mas os meninos são bons. Não, na verdade o One Direction é MUITO bom. Eles se reiventam a cada álbum e em Four deu pra perceber um pouquinho mais de maturidade, praticamente o mesmo que percebi em Sweet Talker. Night Changes é INCRÍVEL!)

Menções Honrosas (sem comentários porque senão eu me empolgo):


  1. Ella Henderson – Chapter One
  2. Mary Lambert – Heart on my Sleeve
  3. Kiesza – Sound of a Woman
  4. Azealia Banks – Broke With Expensive Taste
  5. Alex & Sierra – It’s About Us
  6. Olly Murs – Never Been Better
  7. Katy B – Little Red
  8. Iggy Azalea – The New Classic/Reclassified
  9. Charli XCX – Sucker
  10. Christina Perri – Head or Heart

Exceções porque são EPs mas nem por isso deixam de ser maravilhosos (com comentários porque sim) :


  1. Troye Sivan - TRXYE (Troye, meu coração é seu! Que EP maravilhoso! Por que você faz isso comigo e não lança um álbum de uma vez? Não adianta, TODOS OS DIAS eu preciso ouvir Happy Little Pill pra poder me sentir bem. A voz dele me reconforta como ninguém. Tem horas em que eu não preciso ouvir mais nada senão uma boa dose de Gasoline e de Touch pra sonhar - não é por acaso que classificam o Troye também em dream pop. A melhor descoberta masculina de 2014!! Se fosse um álbum certeza que estaria no lugar de Queen Of The Clouds. Muito bom MESMO!)
  2. Melanie Martinez – Dollhouse (Conheci ocasionamente num teaser de American Horror Story e estou A-PAI-XO-NA-DO pela Mel /íntimo. Eu não sei explicar, tem uma magia nas canções dela que me deixam louco! Dollhouse e Carousel dominaram a minha cabeça por semanas! Estou esperando ansioso o début da pequena grande Melanie!)
  3. Meghan Trainor - Title (a música que grudou mais rápido na minha cabeça tem nome e dona: All About That Bass, da Meghan. Os vocais impecáveis com uma letra destruidora me fizeram correr atrás do que ela já tinha feito e fiquei desapontado quando vi que ela só tem um EP lançado. E ao contrário do que muitos imaginavam, ela não tem nem cara de one hit wonder. Vai hitar e muito num futuro bem breve, assim como o Troye e a Melanie. Vida longa a esses lindos que só estão começando!)
E é isso! Quem quiser sugerir, criticar, odiar, amar, coisar, enfim, fique à vontade porque minha casa também é a casa de vocês. Saudades de blogar, vou repetir isso infinitamente! :( Até logo!

0 pseudocomentaram: